Publicidade

Limpeza do Figado e da Vesicula

Limpeza do Figado e da Vesicula
Publicidade

Limpeza Do Figado e Da Vesicula

Quais os motivos para se fazer a Limpeza do Figado e da Vesicula?

A retirada da Vesicula Biliar está cada vez mais comum no Brasil. O motivo para a retirada da vesicula é a formação de pedras em seu interior.

Estas pedras podem provocar dores e cólicas. Pode ocorrer o deslocamento destas pedras e elas podem ficar paradas na saída da vesícula, nos canais biliares e no encontro dos canais biliares com o canal do Pâncreas provocando uma inflamação, dor, cólicas e infecção.

Pode ocorrer um refluxo de bile para o Pâncreas e causar Pancreatite. Por isso, quando ocorre o diagnóstico de Pedras Na Vesicula a indicação da Medicina Convencional é a cirurgia de retirada da vesícula.

retirada da vesicula biliar

Só que, ao contrário do que normalmente é divulgado, a Vesicula Biliar é um órgão com funções vitais para o nosso organismo e não um “apêndice” sem utilidade, algo inútil que pode ser retirado. O Figado produz a bile que é armazenada na Vesicula Biliar para que a secreção de bile seja feita no momento correto para neutralizar a acidez do alimento que vem do estômago, criando um ambiente alcalino para a ação das Enzimas Digestivas.

As pessoas que retiraram a Vesicula Biliar não tem um funcionamento adequado do Sistema Digestório. A ocorrência de Diarreia após consumo de alimentos com gordura é um dos sintomas mais comuns. Após a retirada da Vesicula Biliar podem ocorrer alterações no metabolismo que levam à Síndrome Metabólica e Diabetes Tipo 2.

Alternativa à Cirurgia de Retirada da Vesicula Biliar – Limpeza do Figado e da Vesicula

Uma alternativa à cirurgia é a eliminação destas pedras da vesicula biliar com uma técnica de certa forma “desprezada” pela Medicina Convencional que faz uma Limpeza do Figado e da Vesicula Biliar. O protocolo de como fazer a limpeza está descrito em um livro publicado em 2007 “Limpeza do Figado e da Vesicula – Andrea Moritz“.

Neste artigo vou fazer uma análise deste protocolo. Os benefícios, os riscos e os erros mais comuns. Vou escrever também sobre uma EVOLUÇÃO deste protocolo que tornou-se um Programa de Purificação Orgânica Natural.

Veja Também: Limpeza do Figado e da Vesicula (Perguntas e Respostas)

Muitas pessoas divulgam este protocolo de limpeza do figado e da vesicula do Andrea Moritz fazendo parecer que é algo fácil de fazer e sem riscos, o que é um equívoco. Alguns erros podem acontecer: na alimentação durante o período de limpeza, na dose dos ingredientes utilizados para a limpeza, nos horários de utilização das substâncias, comer em horários que deve manter jejum e não fazer a limpeza do intestino grosso.

pedras na vesicula causandopancreatite

Estes erros podem aumentar os riscos do procedimento: Pedras da Vesicula e Resíduos do Fígado podem ficar parados nos canais do fígado ou da vesícula e provocar inflamação, cólicas, dor e ser necessário uma cirurgia para a remoção das pedras. As pedras podem ficar paradas na junção dos canais do fígado e da vesícula com o canal do Pâncreas provocando uma Pancreatite.

Fazer a limpeza do figado e da vesicula tem seus benefícios, sim. A retirada das pedras da vesícula interrompem os sintomas de dor e cólica e melhora a secreção da bile para o intestino delgado, melhorando a digestão e sintomas como a azia. Além disso, evitamos a realização da cirurgia da retirada da vesícula. Pouca gente sabe mas no fígado também são acumuladas pequenas pedras, parecidas com grãos de areia. Estes resíduos prejudicam o funcionamento do fígado. A eliminação destes resíduos melhora o metabolismo e as demais funções do fígado.

Erros Que Podem Acontecer Na Limpeza Do Figado e da Vesicula com o Protocolo de Andrea Moritz

Alguns erros podem acontecer durante a limpeza do figado e da vesicula com o protocolo do Andrea Moritz. O protocolo tem como base a ingestão de uma significativa quantidade de azeite de oliva e limão após alguns dias sem comer alimentos com proteína animal e gordura. Ficar dias sem comer alimentos com proteína animal e gordura faz com que o fígado e a vesícula acumulem a bile.

Após este período, ocorre a ingestão de uma única vez de uma dose alta de azeite de oliva e isto determina uma forte contração da vesícula, com uma grande saída de bile e uma grande mobilização da secreção dos fluidos hepáticos. Esta saída da bile provoca a expulsão das pedras da vesícula e os resíduos acumulados no fígado.

As pessoas podem menosprezar as orientações do protocolo e fazer errado ou alterar algum procedimento levando a erros. Os principais são:

  • Comer alimentos que contenham proteína animal e gordura durante os dias de preparação para a limpeza. Isso fará com que o fígado e a vesícula biliar eliminem a bile acumulada e no dia da limpeza propriamente dita pode não haver bile suficiente para expulsar as pedras da vesicula e os resíduos do fígado.
  • Utilizar substâncias incorretas para o procedimento. O protocolo prevê o uso de 4 colheres de Sulfato de Magnésio ou o Citrato de Magnésio. Substituir estas substâncias por medicamentos que contenham o Sulfato de Magnésio ou o Citrato de Magnésio pode ocasionar a utilização de uma dose menor de Magnésio. 4 colheres de um sal de frutas que contenha Sulfato de Magnésio ou Citrato de Magnésio não fornecerão a quantidade correta de Magnésio para o procedimento.
  • Não tomar a quantidade necessária de azeite de oliva. O protocolo prevê o uso de 125 ml de azeite de oliva. Tomar menos do que isto pode não provocar a saída da quantidade de bile necessária para “carrear” as pedras da vesicula e os resíduos do fígado até a porção final dos canais biliares.
  • Não tomar a quantidade necessária de suco de maçã. O protocolo prevê o uso de 6 litros de suco de maçã. A utilização do suco de maçã é para fornecer o Ácido Málico que tem a propriedade de “amolecer” as pedras e os resíduos, diminuindo o tamanho deles e até mesmo dissolvendo as pedras e resíduos facilitando a sua expulsão. Tomar menos de 1 litro de suco de maçã por dia ou utilizar maçãs pequenas ou de má qualidade pode não fornecer a quantidade necessária de Ácido Málico. Ingerir uma quantidade menor de Ácido Málico pode ser insuficiente para “amolecer” as pedras e os resíduos e estes podem ficar parados nos canais biliares provocando dor, cólica, inflamação e infecção sendo necessário uma cirurgia para removê-los.
  • Alterar os horários e o procedimento de tomada das substâncias. As quantidades, as doses, a sequência prevista para a ingestão das substâncias deve ser seguida rigorosamente. O intervalo entre a ingestão de uma substância e outra deve ser respeitado e levado a sério. O protocolo leva em consideração a fisiologia do nosso organismo. Alterar os horários e os procedimentos pode fazer com que a limpeza não funcione direito e as pedras e resíduos acabam não saindo nas fezes.
  • Comer nos horários em que é preciso manter o jejum. O jejum é essencial para ocorrer o processo. Comer na hora errada pode provocar mal-estar, enjoos, vômitos, tonteira, dor de cabeça e, mais uma vez, provocar a parada das pedras e resíduos em locais indevidos.
  • Não fazer a Limpeza do Cólon (Intestino Grosso). O protocolo prevê a limpeza do intestino grosso com a hidroterapia do Intestino Grosso, hidrocolonterapia ou com um enema. Não fazer esta limpeza pode dificultar a eliminação das pedras e dos resíduos. Eles podem ficar parados nos intestinos causando cólicas abdominais, mal-estar, enjoos, vômitos, tonteira, dor de cabeça e os intestinos podem reabsorver as toxinas presentes nas pedras da vesicula e nos resíduos do fígado, aumentando a carga tóxica na circulação sanguínea, exacerbando os sintomas citados. Além disso o fígado ficará sobrecarregado e poderá reter estas toxinas novamente.

pedras na vesicula pancreatite

Riscos ao se fazer a Limpeza do Figado e da Vesicula usando o Protocolo do Andrea Moritz

Os principais riscos vêem do fato de que as pessoas podem cometer os erros já citados. Relembrando… Estes são os riscos do procedimento com o Protocolo do Andrea Moritz:

  • As Pedras da Vesicula podem ficar paradas na saída da vesícula causando uma inflamação no canal biliar e na própria vesícula biliar. A bile contém substâncias essenciais para realizar a nossa digestão mas também possui toxinas e bactérias que podem causar uma séria infecção na vesícula biliar. Isto causará uma Emergência Médica que é a retirada da Vesícula Biliar.
  • Os Resíduos do Fígado e as Pedras da Vesícula podem ficar paradas nos ductos hepáticos e no ducto colédoco provocando uma inflamação e infecção nestes ductos com cólicas abdominais e a necessidade de cirurgia para a remoção dos mesmos.
  • As Pedras da Vesícula e os Resíduos do Fígado podem ficar parados na porção final da junção dos canais da vesícula biliar, do fígado e do Pâncreas. Quando ocorrer a secreção de bile ela não seguirá o seu caminho normal que é ser secretada no Duodeno, porção inicial do Intestino Delgado. Ocorrerá um refluxo e a bile entrará no Pâncreas, provocando uma infecção, necrose e inflamação no Pâncreas denominada Pancreatite.
  • Realizar a limpeza do Intestino com Óleo de Rícino. O óleo de rícino provocará a secreção da bile no momento errado e não teremos bile suficiente para “carrear” as pedras e resíduos. A limpeza dos intestinos não pode ser feita com o Óleo de Rícino.
  • Problemas relacionados com a limpeza do intestino grosso com enemas e com a Hidroterapia do Cólon ou Hidrocolonterapia: Há riscos, como a perda de minerais em excesso, perfurações e transmissão de doenças por falta de esterilização. Existem contra-indicações à Hidrocolonterapia: Enfermidades Cardíacas severas, Hipertensão Arterial não controlada, Aneurisma, Hemorragia ou Perfuração do Trato Intestinal, Hemorroidas Severas, Câncer de Intestino Grosso, Fístulas e Fissuras do Intestino Grosso, Gravidez à partir de 4 meses, Insuficiência Renal e Cirurgias Recentes no Intestino Grosso.

Benefícios da Limpeza Do Figado e da Vesicula (Segundo Andrea Moritz)

  • Melhora da Digestão, da Energia e da Vitalidade.
  • Libertação da Dor.
  • Melhora a Flexibilidade do corpo.
  • Detém o Processo de Envelhecimento.
  • Melhora a Saúde Emocional.
  • Beleza Interna e Externa.
  • Melhora do Metabolismo Celular.
  • Clareza Mental e Melhora da Criatividade.

Avaliação do Protocolo de Limpeza do Figado e da Vesicula do Andrea Moritz

Apesar de ser uma limpeza eficiente da Vesicula Biliar, dos Canais Biliares e dos Resíduos do Fígado EU NÃO RECOMENDO a realização da Limpeza do Figado e da Vesicula com o Protocolo do Andrea Moritz e o motivo é o seguinte: O Protocolo tem uma sequência lógica, usa bases fisiológicas corretas mas é uma Terapia Drástica e Intensiva.

  • Expolia o organismo retirando Vitaminas e Minerais essenciais ao nosso corpo.
  • Altera a Flora Intestinal.
  • Agride os Intestinos.
  • Debilita e enfraquece o organismo durante o protocolo.
  • Necessita de uma técnica auxiliar controversa (Hidrocolonterapia/Enema).
  • Prejudica a Detoxificação Hepática Enzimática. Interromper ou dificultar a Detoxificação Hepática Enzimática aumenta o risco de lesões teciduais acarretadas por subprodutos das reações enzimáticas de Fase I (Veja Abaixo).

Programa de Purificação Orgânica Natural (Programa Kriya)

O Programa de Purificação Orgânica Natural (Programa Kriya) é uma Evolução das Técnicas da Medicina Oriental para realizar uma Limpeza dos Intestinos, do Figado e da Vesicula Biliar. Desde 2010 o Programa vem sendo atualizado e desenvolvido por Farmacêuticos, Nutricionistas e Especialistas no Sistema Digestório. Dentro do Programa existe um Protocolo com Orientações Nutricionais de uma Nutricionista Funcional. Os Produtos são Manipulados, Padronizados, com substâncias utilizadas pela Medicina Ortomolecular.

O Programa é um conjunto de Ações. São Orientações Nutricionais, Orientações de Atividades Físicas, Uso de Produtos Manipulados, Uso de Alimentos, Uso de Suplementos. O Programa ajuda na Eliminação de Resíduos dos Intestinos, ajuda na Eliminação de Resíduos Biliares, ajuda na Eliminação de Resíduos do Fígado e da Esteatose Hepática ou Gordura No Fígado.

Semelhança com o Protocolo de Limpeza do Figado e da Vesicula do Andrea Moritz

Existe algo de semelhante com a Limpeza do Figado e da Vesicula que descrevemos acima. A Purificação Orgânica começa com uma Limpeza dos Intestinos durante 7 dias e o preparo do Figado e da Vesicula para expulsar as pedras e resíduos no oitavo dia do tratamento.

A limpeza intestinal acontece sem o uso de Laxantes Irritativos. São utilizados os Produtos Manipulados e Padronizados que possuem substâncias utilizadas em Prescrições e Produtos Ortomoleculares. Os produtos não contém nem fitoterápicos laxantes como a Cáscara Sagrada e a Sene. Não contém laxantes como o Bisacodil (Lacto-Purga, Dulcolax).

A composição dos produtos tem um Efeito Osmótico (Atrai a água para a luz intestinal, amolecendo as fezes e aumentando o bolo fecal). A água passa pelas vilosidades intestinais, carreando os resíduos. Os laxantes convencionais irritam os intestinos provocando o aumento do peristaltismo intestinal (aumento das contrações dos intestinos). Os produtos utilizados neste programa não provocam diretamente o aumento do peristaltismo intestinal.

Diferenças do Programa de Purificação Orgânica Natural com o Protocolo de Limpeza do Figado e da Vesicula do Andrea Moritz

O Programa Kriya de Purificação Orgânica Natural se preocupa com a PADRONIZAÇÃO dos produtos e procedimentos e com a SEGURANÇA do usuário dos produtos. O procedimento e a composição dos produtos estão PATENTEADOS no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) e os produtos estão em conformidade com a RDC nº 27/2010 da ANVISA. Os Profissionais que prescrevem os produtos são Treinados e Orientados. Os pacientes são acompanhados durante todo o procedimento.

O Programa realiza não só a Limpeza do Figado e da Vesicula proposto no Protocolo do Andrea Moritz. O programa realiza a Limpeza dos Intestinos sem a necessidade de Hidroterapia do Intestino Grosso, Hidrocolonterapia ou Enema. Ajuda a melhorar todo o metabolismo do organismo, inclusive o metabolismo de Glicose e ajuda a Eliminar a Gordura No Fígado ou Esteatose Hepática.

Principais diferenças dos Produtos utilizados no Programa de Purificação Orgânica Natural para as substâncias utilizadas no protocolo do Andrea Moritz:

  • Uso de Prébióticos para proteção da Flora Intestinal.
  • Uso de Substâncias Ortomoleculares não agressivas.
  • Uso Substâncias necessárias para Ativar a Detoxificação Hepática Enzimática.
  • Uso de Substâncias que melhoram o Metabolismo Orgânico e o Metabolismo da Glicose.

prebioticos para a flora normal

Os produtos utilizados contém PREBIÓTICOS para fortalecer a Flora Intestinal. Contém FOS (Frutooligossacarídeos).

Os FRUTOOLIGOSSACARÍDEOS atuam como estimulantes do crescimento de bifidobactérias no trato digestório. Muitos estudos comprovam os efeitos benéficos da ingestão de FOS. Esses carboidratos não convencionais foram classificados como assistentes da flora amigável do trato intestinal, como Lactobacillus e Bifidobactérias. Eles melhoram o metabolismo de Bifidobactéria e melhoram o pH do intestino grosso, destruindo bactérias putrefativas.

Os FOS estabilizam e aumentam a proliferação das bactérias benéficas no trato gastrointestinal do homem. A incorporação de FOS na dieta ou uma suplementação intensificam a viabilidade e adesão dessas bactérias benéficas no trato gastrointestinal, mudando a composição de sua microbiota. Ao mesmo tempo, bactérias patogênicas incluindo Escherichia coli, Clostridium perfringens e outras têm sido inibidas, concomitantemente.

Uso de Substâncias Ortomoleculares não agressivas

O preparo do Fígado e da Vesícula Biliar para expulsar as pedras e resíduos é feita com a dilatação dos canais biliares e o “amolecimento” das pedras e resíduos. Para esta ação são utilizados o Sulfato de Magnésio, o Citrato de Potássio, o Ácido Málico, Manganês Quelato, Cálcio Quelato, Ferro Quelato, Zinco Quelato, Fluoreto de Sódio, Cobre Quelato, Picolinato de Cromo, Selênio Quelato, Vitaminas C, E, B3, A e Vitamina D3.

Uso de Substâncias necessárias para Ativar a Detoxificação Hepática Enzimática

A Detoxificação Hepática Enzimática é essencial para a eliminação de toxinas do nosso organismo. Ela é composta de 2 Fases: Fase I (Onde atuam as Enzimas do Citocromo P 450 e Outras) e a Fase II (Rotas de Conjugação). Uma toxina é uma molécula apolar e lipossolúvel. Ela deve passar por uma série de reações de Fase I para tornar-se parcialmente polar e depois por uma nova série de reações de Fase II para tornar-se uma substância Polar e Hidrossolúvel, sendo possível ser excretada passando pelos rins e saindo na urina ou passando pelo fígado e sendo secretada na bile, saindo nas fezes.

Acontece que, para as reações de Fase I acontecerem precisamos de vários nutrientes: Riboflavina – B2, Niacina – B3, Piridoxina – B6, Ácido Fólico – B9, Vitamina B12, Glutationa, Aminoácidos (Cadeia Ramificada), Flavonóides, Fosfatidilcolina, Molibidênio.

Após as reações de Fase I são formados Radicais Livres e Espécies Reativas de Oxigênio que provocam danos teciduais que precisam ser eliminados na Fase II. Para proteger o nosso organismo da ação destes Radicais Superóxidos, precisamos de vários nutrientes protetores: Carotenos, Ácido Ascórbico, Tocoferóis, Selênio, Cobre, Zinco, Manganês, Coenzima Q10, Tióis (Alho, Cebola), Flavonóides, Silimarina, Picnogenol e outras.

Para as reações de Fase II acontecerem precisamos dos seguintes nutrientes: Glicina, Taurina, Glutamina, N-Acetilcisteína, Cisteína, Metionina, Pantotenato – B5.

Os produtos utilizados para a Purificação Orgânica Natural tem vários destes nutrientes e protetores.

Uso de Substâncias que melhoram o Metabolismo Orgânico e o Metabolismo da Glicose.

Alguns destes nutrientes além de participarem da Detoxificação Hepática Enzimática também atuam melhorando o Metabolismo Orgânico e o Metabolismo da Glicose. Alterações no metabolismo do fígado provocam uma alteração na produção de bile. A bile emulsifica as gorduras para as enzimas pancreáticas atuarem. Uma alteração na emulsificação das gorduras pode provocar uma sobrecarga no pâncreas e alterações na produção de insulina levam à Resistência à Insulina e Diabetes Tipo 2.

A vitamina E é um antioxidante solúvel em gordura que elimina os radicais livres. Pessoas que têm baixas concentrações de vitamina E no sangue têm um maior risco de resistência à insulina. A suplementação de vitamina E aumenta a disponibilidade de glicose e melhora a ação da insulina.

Segundo estudo publicado no American Diabetes Association, aumentar a ingestão de fibra alimentar insolúvel durante 3 dias já pode melhorar significativamente todo o corpo com relação a sensibilidade à insulina. Ingestão de fibras também possui uma relação inversamente proporcional com o risco de desenvolvimento da resistência à insulina e diabetes tipo II. Os produtos contém FOS – Frutooligossacarídos.

Os minerais mais importantes a serem considerados como coadjuvantes no tratamento do diabetes mellitus são: magnésio, zinco e o cromo. Em adição a estes, o vanádio vem adquirindo corpo nos estudos sobre o diabetes e, cada vez mais, merece atenção e acompanhamento, assim como aqueles que, secundariamente, podem prover uma ação antioxidante como o selênio, o manganês e o cobre.

Conclusão sobre os Produtos utilizados no Programa Kriya de Purificação Orgânica Natural

Os Produtos cumprem com o objetivo de desintoxicação do organismo. Promovem uma Limpeza do Sistema Digestório com diversos benefícios para a Saúde e Bem Estar. Além da Limpeza Intestinal, retirando resíduos acumulados nos intestinos ao longo do tempo, ajuda a eliminar Pedras Na Vesicula e a Gordura No Figado (Esteatose Hepática).

Uma pergunta sempre surge: Será Que Eu Tenho Gordura No Fígado?

Parte da desintoxicação orgânica acontece por um processo físico, mecânico e parte acontece pela ativação da Detoxificação Hepática Enzimática.

Eu RECOMENDO o Programa de Purificação Orgânica Natural.

Eu faço uso dos produtos desde janeiro de 2014.

Veja aqui a minha primeira experiência com o tratamento:

Como Tratei Minha Gordura No Fígado<<<<<

Publicidade

Envie seu comentário

Depoimentos

Veja mais

Desafio 3 Kg Menos

Veja mais

Gordura No Figado

Veja mais

Tratamentos

Veja mais
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE