O site da Gordura No Figado utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

Publicidade

Celulas de Gordura Tem Memoria (E são teimosas)

Celulas de Gordura Tem Memoria (E são teimosas)
Publicidade

As celulas de gordura tem memoria (E são Teimosas).

As celulas de gordura tem uma espécie de “controle interno”. Se elas diminuírem de tamanho, tendem a voltar ao que eram antes o mais rápido possível 🙂

A alimentação (a comida) ocupa um papel muito importante em nossa vida. Desde que seja um alimento adequado, ele é importante para a manutenção da nossa saúde física e também da saúde mental. Isto desde que seja utilizado adequadamente. Tanto em qualidade quanto em quantidade.

Como dizem: tudo que é bom engorda. Porque nos sentimos mais atraídos exatamente pelo que não é o mais saudável, o mais adequado?

Porque, infelizmente, os alimentos mais palatáveis, que tem mais sabor, são os alimentos mais ricos em gordura e açúcar. Os alimentos mais ricos em gordura e açúcar são mais saborosos, realmente. Como o chocolate e os doces de modo geral. Eles dão uma sensação de prazer. E isso é real. Estes alimentos fazem com que o nosso cérebro fabrique neurotransmissores da satisfação e prazer.

A sensibilidade do paladar à gordura é o que torna o alimento que tem mais gordura mais gostoso, mais saboroso, o que dá uma maior compensação psicológica. Quando começamos a usar os alimentos gordurosos em excesso ele passa a gerar uma doença que é a obesidade.

Celulas de gordura tem memoria para doces e chocolates

Então, se a pessoa se acostuma a comer muito chocolate parece que o organismo depois fica “pedindo” chocolate toda hora como se fosse um vício igual ao cigarro, por exemplo.

É assim que as celulas de gordura agem.

As celulas de gordura tem memoria. Elas gostam de comidas boas. Acostumamos estas células com comidas palatáveis. Damos doces, chocolates, então elas estão “alegres & felizes”. Aí, quando deixamos de oferecer estas comidas, elas ficam “bravas” e começam a enviar ordens para o nosso cérebro mandarmos comer aquilo que elas gostam.

As celulas de gordura tem memoria e vão criando outras.

Se comemos uma grande quantidade de carboidrato agora, daqui a 2 horas o organismo vai pedir outra vez. E daí a mais 2 horas, outra vez. E às vezes chegamos a nos sentir mal mesmo, como se fossemos viciados. Dá um mal-estar, uma irritabilidade, a pessoa fica às vezes até com um pouco de tremor nas mãos.

Aí ela vai atrás do doce, do chocolate e parece que melhora outra vez.

Agora, este tipo de alimento (chocolate e doce) ele dá uma sensação de prazer porque ele aumenta a Serotonina no cérebro. Então isto acalma um pouco a pessoa e dá um pouco mais de euforia.

As celulas de gordura tem memoria e precisam perder esta lembrança para depois emagrecer

Não adianta a gente querer emagrecer 10 kilos de uma vez em 1 mês ou 2. Precisamos de um tempo para perder esta “memória” e parar de mandar ordem para o nosso cérebro comer.

Por isto que estas dietas malucas em que as pessoas podem emagrecer rápido não funcionam.

Não funcionam e não são indicadas. Não faça dietas malucas.

Existem dietas que as pessoas ingerem no máximo 500 calorias por dia. Isto não pode fazer bem. A pessoa nem consegue ficar de pé. Na prática isto não funciona porque é muito rápida a perda de peso e não dá tempo de a celula de gordura perder esta memoria antiga que ela tinha do que era bom.

Então precisamos de tempo. Precisamos ir nos reeducando e controlando esta vontade que temos. O tempo varia de pessoa para pessoa. Não podemos dizer (como até pouco tempo afirmavam) que se você emagrecer 12 kilos tem que ficar 12 meses assim. Isso não tem lógica, varia de pessoa para pessoa.

De qualquer forma, ao conseguirmos emagrecer, ou seja, diminuir o tamanho das células de gordura, precisamos manter estas células assim, até que se “acostumem” que esse é o tamanho “normal” delas e não façam de tudo para crescerem novamente.

Quando perdemos peso, o nosso organismo entende que estamos doentes e todo o metabolismo se volta para armazenarmos gordura para repor o que perdemos. A tática que devemos adotar é mostrar para o nosso organismo que estamos bem com aquele peso.

Praticar atividades físicas é importante neste sentido também: mostrar para o nosso cérebro que estamos ativos, espertos. Rir também emagrece porque mostramos para o cérebro que estamos felizes. Gente doente só quer ficar na cama, no sofá e fica triste.

O importante é manter o foco e saber que uma mudança nos hábitos de alimentação, a substituição de alimentos e a exclusão de determinados tipos de alimentos vai trazer resultado mais tarde ou mais cedo.

Publicidade

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE